Chagas e Borboletas

Com Vanessa Macedo e as artistas convidadas Lavinia Bizzotto, Letícia Mantovani, Lídia Ganhito, Maitê Molnar e Renata Torralba.

Projeto que compreende as linguagens de dança contemporânea e multimídia,

colocando em cena a performatividade do feminino. Corpo, som, luz e imagem coabitam o espaço e o público é convidado a imergir nos ambientes inspirados nas artistas Camille Claudel, Francesca Woodman e Maria Martins.

Três situações coreográficas são criadas. Dança para Camille mistura frente e verso, luz e sombra. A vida e obra da escultora francesa Camille Claudel tornaram-se o mote da criação de um corpo só ou acompanhado do seu duplo. No solo A Pequena Morte, dor e sensualidade despertadas pela obra da fotógrafa norte americana Francesca Woodman exploram temas como feminilidade, identidade e morte. Em Maria, é a escultora brasileira Maria Martins que inspira a criação. Suas obras antropomórficas e pouco convencionais sugerem corpos sinuosos e retorcidos.

Chagas e borboletas são depoimentos performáticos que destacam o protagonismo de artistas mulheres que desbravaram um mundo hostil as suas formas ousadas de existir.

Ficha técnica

Chagas e borboletas
Concepção: Vanessa Macedo
Artistas convidadas: Lavinia Bizzotto, Letícia Mantovani, Lídia Ganhito, Maitê Molnar e Renata Torralba.
Luz: André Prado
Produção executiva: AnaCris Medina

Dança para Camille
Coreografia: Vanessa Macedo
Dança: Maitê Molnar e Vanessa Macedo
Trilha sonora: Gustavo Domingues

A pequena Morte
Direção e interpretação: Lavínia Bizzoto
Concepção: Lavínia Bizzoto e Alexandre Maia
Coreografia e dramaturgia: Lavínia Bizzoto e Vanessa Macedo
Direção musical e vídeos: Alexandre Maia
Participação especial na trilha/ voz: Daniela Moraes

Maria
Dança: Lavinia Bizzotto, Letícia Mantovani, Maitê Molnar e Vanessa Macedo
Artistas multimídias: Lídia Ganhito e Renata Torralba
Luz: André Prado

Duração: 60min
Classificação etária: 14 anos

Share On Facebook
Share On Twitter
Share On Google Plus